sábado, 4 de junho de 2011

Gente é a melhor e a pior coisa que Deus criou!

Hoje estou com a cabeça fervilhando de catarses, na velocidade de um boeing!!! E é quando estou assim ou quando minha intolerância atinge seus picos é que me dá vontade de escrever. Sim, porque eu não acho o mundo cor de rosa bebê, não acho as pessoas todas especiais, cada qual a seu modo, a la comentário de foto de orkut e não acho que o lado belo e fácil da vida seja suficiente pra me deixar em estado de graça, fingindo que ela não tem um lado caótico e difícil. Mas, sim, talvez seja mais fácil/cômodo/inteligente viver como se todo mundo fosse verde, ou melhor, cor de rosa!!! Vou pensar nisso, juro que vou! Mas só aceito de mim mesma chegar a esse ponto se for por maturidade, serenidade, espiritualidade! Por covardia ou hipocrisia, jamais!
Mas, "deixando a profundidade de lado", não é coerente dar IBOPE ao que deixou de ser importante, muita varejeira pra pouco estrume, muito comentário pra pouco assunto, muita cabecice clichê pra pouca tolerância! Enquanto não alcanço o nirvana da paciência/tolerância/tranquilidade/condescendência para com o próximo, vou continuar me indignando com o que não concordo, não gosto e não acho fofinho! Ninguém precisa concordar comigo, gente, e podem criticar o quanto quiserem, o que quiserem, se me exponho desta forma aqui tenho que estar pronta pra tudo, embora eu confesse minha fraqueza perante as críticas. Mas somente quando elas são autênticas, quando formulam opiniões sensatas, porque a verdade incomoda sim, ainda mais aos inseguros do próprio valor, como esta que vos fala... Agora, viagem ao fundo do próprio ego, parafraseando a Egotrip, projeção, filosofia de botequim? Aí não que eu vou rir, né?
Virando esta página, em relação ao assunto e ao que o desencadeou, aliás, sexta-feira meu blog nada catártico, salvo exceções como a de hoje, fez aniversário de um ano! Que fofo, ele é geminiano como eu! E, falando nisso, vou resumir como resolvi gritar pra todo mundo ouvir, acho que nunca falei sobre isso aqui, ou já? Enfim, eu sempre gostei de escrever, mas fazia isso só para mim mesma, sou cheia de diários catárticos, justamente por esse gosto aflorar sempre que eu me sentia triste, reprimida, emotiva, essas coisas. [Frase de O Teatro Mágico: "sei que incerteza traz inspiração..."]. No meu caso, é verdade, tanto que decidi criar o blog no meio da maior crise metafísica da minha vida, mas crise séria, sem ser auto-afirmação de adolescente ou ingratidão pela própria vida. Aliás, parafraseando a bruxa de minha vida, tenha um problema psicológico e saiba exatamente com quem você pode contar! Inclusive, este tipo de doença deveria ser matéria escolar, tamanha é a ignorância e o preconceito das pessoas em relação ao assunto. "Esses moços, pobres moços...". Enfim...
... decidi dividir com as pessoas sentimentos que tanto me assolavam na ocasião, pra tentar me sentir melhor desabafando, como uma terapia em grupo, já que as pessoas de meu convívio as quais me recorria, a maioria delas, não davam a menor bola pra o que eu dizia a respeito: ou direcionavam o assunto para o prório umbigo ou me demostravam toda a sua caridade social, pra logo depois apontar pra uma árvore bonita... Mas, sei lá, entrementes comecei a me sentir melhor, minha perseverança e meu tratamento começaram a surtir efeitos TOTALMENTE POSITIVOS, e comecei a escrever no blog de forma jocosa, irreverente, e deu certo, todo mundo começou a achar divertido, salvo quem interpreta literalmente o que escrevo ou quem não entende mesmo (?). Porque, pasmem, existe quem me leva a sério!!! Os que não gostam, nunca me disseram nada. :)
E, baseada nisso, estou achando que o nome do blog não tem nada a ver com o rumo que ele tomou, "Catarseando" seria minha, houaissmente falando, liberação de emoções, e não é exatamente o que acontece aqui. Então, gostaria da opinião de quem curte minhas crônicas da vida real: se eu mudar o nome do blog, vocês acham que eu despersonalizaria o coitadinho? Já tenho uma ideia, espero a opinião dos meus queridos incentivadores! E mudei cara da casa também, a pedidos, longe de mim ser a responsável pelo descolamento da retina alheia! rsrs. Homenagem à minha Strela maior! Xô, uruca!
Ufa, hoje foi assunto!
E termino com uma curiosidade: eu nunca sei como se escreve 'exceção', todas as vezes que preciso desta palavra me recorro ao dicionário! E é horrível porque, sem lembrar se é com s, x, c, ss, ç, às vezes demoro séculos para achar! E tenho preguiça de ir ao google, pois minha carrocinha não colabora com sua agilidade. E não sei usar regras de português!
Boa madruga a todos!

9 comentários:

  1. Tampinha de Coca-cola4 de junho de 2011 22:52

    Primeiro Parabéns por esse 1º ano do Blog, que ja se chamou, Desito Fácil, agora Catarseando e futuramente se vc achar necessário terá outro nome.

    Pra mim não vai mudar mta coisa, pq o que me traz aqui são suas palavras, seus pensamentos e a curiosidade da próxima pauta, logo faça o que achar melhor rs.

    Ameiiiiiiii a carinha do Blog, confesso que tomei um susto, vim aqui ontem e hj ele está super colorido??? Sim, nada mais justo, Aniversário, roupinha nova e ficou lindo!!! Colorido e apimentado como a dona, rsrs

    Deixa a insegurança de lado, pq se tivesse ruim eu falaria mesmo, eu AMO vir aqui e vc escreve mto bem, e se esquecer como uma palavra é escrita, ta certa, dicionário nela. Eu sou preguiçosa e vou no Dicionário Virtual, apesar de ter ganhado um Evanildo Bechara maravilhoso, com todas as mudanças ortográficas e tal, mas ele esta na estante e eu normalmente fico no meu quarto, então vou pro virtual mesmo.

    O meu Blog tb completou 1 ano, dia 14 de Maio, mas diferente de vc, só tem nome e foto... nunca postei nada, ja escrevi várias vezes e na hora de dar o enter... puft eu deletava tudo!!!

    Ainda não estou segura o suficiente para por à prova a minha insegurança, rsrs

    Beijos e mais beijos te amo mto!

    ResponderExcluir
  2. Tampinha de Coca-cola4 de junho de 2011 22:55

    O horário ta errado, rsrs são 2:54 da manhã rsrs

    ResponderExcluir
  3. Jujubinha, o fundo está lindo... Uhuuu Belas pimentinhas apimentadas (ui). O nome "Cartaseando" tem muito mais a ver com o que você escreve, baby! Boa mudança no niver de 1 ano. Te amo. Bju

    ResponderExcluir
  4. Primeiramente, parabéns pelo 1º aninho de vida!Prova que você [também] pode ser perseverante, basta se arriscar pra testar a própria vontade, pra testar o que lhe dá prazer!Particularmente, fico muito feliz pois desde que a conheci e estreitamos relações (no princípio, via teclado, kkkkkkkkkkkkkk) te disse que você era uma cronista nata!Fico feliz que tenha acreditado em mim e que tenha tido coragem de se expor (isso é pra poucos!!!),ainda que não tenha noção do próprio valor.Nós temos! :)

    Em segundo lugar,apóio a decisão de mudar o nome sim e tô curiosa pra saber qual seria...Independente do teor dos conteúdos, que podem ser de várias ordens - em momento algum você impôs um limite a si mesma sobre isso, ainda bem! -, acho interessante mudar pelo fato de o novo nome marcar uma nova etapa.O nome atual foi escolhido com um objetivo, exposto por você e, já que hoje você já superou aquele momento, é uma homenagem a si mesma mudar!Mesmo sem saber, não tenho dúvidas de que vou adorar.

    Adooooreeeiiii o fundo amarelo!Com as pimentinhas então, ficou super alegre, alto-astral e metafórico, afinal, combina com o humor deliciosamente apimentado da minha amiga! :)

    Por fim,( "...mas só aceito de mim mesma chegar a esse ponto se for por maturidade, serenidade, espiritualidade! Por covardia ou hipocrisia, jamais!")sinto orgulho de você e de mim, por ser sua amiga e, não precisa pedir,quando é o caso, eu critico sim e espero que você tenha sabedoria, parafraseando nosso ET preferido, em filtrar o que lhe for útil e descartar meus possíveis equívocos, que não devem ser poucos, rs.

    "ANDO MEIO FATIGADO DE PROCURAS INÚTEIS E SEDES AFETIVAS INSACIÁVEIS." É uma bela prova de amor que damos a nós mesmos!

    Te amo, conte SEMPRE comigo!Na saúde e na doença, na alegria e na tristeza!Na pobreza e na riqueza!Hoje e quando ficarmos velhinhas (se conseguirmos chegar lá...) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  5. Meu comentário ficou maior que seu texto!Mas, não se preocupe, quando você casar eu juro que não vou de branco! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  6. Quando vcs se casarem, eu vou de branco! kkkkkkkkk (Afinal, esse finalzim aí foi um explícito pedido de casamento, né, Goya? rs).
    FaET, suas pimentas ficaram deliciosamente psicodélicas. Espero que signifique uma transição para uma fase mais madura/segura e sarcástica (sou suspeito pra falar isso porque adoro um sarcasmo bem colocado). Quanto à catarse, mesmo que o blog tenha outro nome e - pouco provavelmente - nenhum leitor, você sabe que pode continuar aqui, por e-mail ou pessoalmente.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Fá, sabes o quanto gosto de vc e o quanto acho interessante/legal/criativo/divertido/autentico e por aí vai o seu bolg.

    Parabéns pelo primeiro ano de blog, pela cara nova, ficou ótimo, como tudo que vc faz.

    A mudança de nome nao mudará seu jeito de escrever, de se expressar e de ser.

    Mude sim, toda mudança é válida e se for pra melhor é sempre bem vinda!

    Bjo no coração, amo!!!

    ResponderExcluir
  8. Em tempo: eu não sou verde... nem rosa... nem verde e rosa... Paiaça!

    ResponderExcluir
  9. "Cê tem um jeito verde de ser e eu sou meio vermelho..."

    ResponderExcluir